Notícias

Isonomia salarial: Secretário de Saúde de Santo André quer negociar

Aconteceu hoje, às 10h, a audiência do SinPsi com o secretário de Saúde do município de Santo André, Homero Nepomuceno, para discutir a isonomia de tratamento no que concerne aos salários dos psicólogos, comparados aos de outros profissionais de saúde daquela prefeitura. 

Ao longo da audiência, o secretário se mostrou aberto às negociações, o que já é um ponto positivo. Para o presidente do SinPsi, Rogério Giannini, a mudança da administração municipal veio como nova oportunidade de avançar nas negociações.

“Não é de hoje que o SinPsi leva essa reivindicação a Santo André. A administração anterior, alegando entraves orçamentários, nunca encaminhou nosso pedido de isonomia. Dessa vez tivemos boa recepção do secretário de Saúde”, diz Giannini.

Nepomuceno, de fato, reconheceu a existência de diferenças salariais e disse que a prefeitura está disposta a negociar. Porém, como acabou de assumir a secretaria de Saúde, ressaltou que o orçamento é elaborado pela administração pública, o que poderia ser uma barreira. Mesmo assim, se comprometeu a encaminhar um estudo do impacto financeiro, em maio, para viabilizar a isonomia.

“O secretário nos disse que usaria o salário maior como referência, que hoje é o dos assistentes sociais. Nesse estudo estariam envolvidos a secretaria de administração pública e o gabinete do prefeito. Para nós é ótimo. Esse estudo possibilita a negociação, com base em maio”, analisou o presidente do SinPsi.

Para que possam acompanhar o processo de negociação diretamente, o SinPsi pede que os psicólogos da prefeitura de Santo André enviem seus e-mails para [email protected]

Em gesto solidário, marca registrada do modo de atuação dos sindicatos cutistas, o presidente do Sindicato dos Agentes Comunitários da Região Metropolitana de São Paulo (Sindacs), Rodrigo Rodrigues, participou da audiência, apoiando todas as reivindicações do SinPsi.

Jornada de 30 horas

Além de discutir a questão salarial dos psicólogos de Santo André, o SinPsi também abordou a urgência da implantação da jornada de 30 horas semanais, sobre a qual também foi ouvido de maneira positiva, já que o secretário, em momento algum, relutou ao tema.

“O ajuste da jornada tem a ver com pensar as condições de trabalho do psicólogo. Sempre é possível discutir. Conseguimos abrir uma boa perspectiva de negociação. Enquanto aguardamos as 30 horas via legislação, pela aprovação plena do Projeto de Lei 3338/08, seguimos tentando antecipar a redução da jornada caso a caso. Vamos tentar em Santo André, já que o secretário se mostrou favorável à negociação”, explicou Giannini.

Deixe um comentário