Notícias

CFP promove debate online ‘Suicídio: o luto dos sobreviventes’

Dia 21 de agosto, a partir das 19:30

Na semana da (o) psicóloga (o), o Conselho Federal de Psicologia vai realizar o debate online “Suicídio: o luto dos sobreviventes”, no dia 21 de agosto, a partir das 19:30. O tema suicídio já foi debatido no dia 24 de julho e despertou interesse na categoria, atingindo 3.787 pontos conectados, ao vivo, e 350 perguntas enviadas aos palestrantes.

A conselheira do CFP, Monalisa Barros, será a mediadora debate, que vai contar com a presença da psicóloga Lúcia Cecília da Silva, professora da Universidade Estadual de Maringá, com experiência em Atenção em Saúde numa perspectiva fenomenológica e histórica; do psicólogo Marcelo Tavares, professor da Universidade de Brasília, onde coordena o Núcleo de Intervenção em Crise e Prevenção do Suicídio; e do médico Carlos Coloma, etnopsiquiatra do Distrito Sanitário Especial Indígena.

Psicólogas (os) de todo o Brasil podem acompanhar as discussões via internet no site do CFP e participar enviando perguntas para o email [email protected]

Após a realização deste segundo debate sobre o tema, o CFP vai providenciar a transcrição do material para lançar uma publicação com referências técnicas para os profissionais da Psicologia.

Veja aqui o documento produzido pela Organização Mundial da Saúde (OMS), intitulado “Saúde pública ação para a prevenção de suicídio”. Originalmente em inglês, o documento foi traduzido (trata-se de uma tradução não oficial) pelo CFP, com o intuito de dar visibilidade ao conteúdo de grande importância para os profissionais da área da saúde.

Conheça os palestrantes:

Lúcia Cecília da Silva

Doutora em Psicologia. Professora adjunta da Universidade Estadual de Maringá. Experiente na área de Psicologia, com ênfase em Fundamentos da Psicologia, Psicologia da Saúde e Atenção em Saúde numa perspectiva fenomenológica e histórica, atuando principalmente nos seguintes temas: abordagem fenomenológico-existencial, cuidado em saúde, psico-oncologia, morte e morrer.

Marcelo Tavares

Doutor em Psicologia Clínica. Professor Adjunto da Universidade de Brasília no Programa de Pós-graduação em Psicologia Clínica e Cultura (PsiCC), onde coordena o Núcleo de Intervenção em Crise e Prevenção do Suicídio.

Carlos Coloma

Médico etnopsiquiatra do Distrito Sanitário Especial Indígena – DSEI/MS, PhD em antropologia com ênfase na antropologia médica e etnopsiquiatria.

Deixe um comentário