Após 21 anos, STF julga recurso de fotógrafo baleado pela PM

Alex Silveira quando foi atingido, em maio de 2000. Foto Caio Guatelli

Nesta quarta, 9.jun, após 21 anos, o STF julga o recurso do pedido de indenização contra o Governo do Estado de São Paulo feito pelo fotógrafo Alex Silveira, que perdeu a visão após ser atingido por uma bala de borracha pela PM durante uma manifestação. O tiro de bala de borracha, disparado por um policial militar durante manifestação de professores na Avenida Paulista, em maio de 2000, tirou mais de 85% da visão do olho esquerdo do fotógrafo. À época, ele cobria o ato pelo jornal “Agora SP”.

Há 20 anos, o fotógrafo briga na Justiça para conseguir ser indenizado pelo governo paulista.

Em 2014, a Justiça paulista alterou a sentença anterior, que condenava o estado a pagar indenização de 100 salários mínimos, e considerou o fotógrafo culpado pelo ferimento.

Nesta quarta-feira, o STF pode rever mais erro histórico da justiça brasileira.

___________Créditos

Com informações do G1

Imagem de abertura: Fotógrafos pela Democracia

Imprensa

Deixe um comentário

avatar
  Subscribe  
Notify of