Notícias

Livro Poesia para Encher a Laje promove consciência política em tempos difíceis

Aconteceu no sábado, dia 16 de abril, o lançamento do livro Poesia para Encher a Laje, do rapper ativista Renan Inquérito, no CEU das Artes, em Laranjeiras, bairro de Sorocaba.

Organizado por parceria entre o SinPsi, a Biblioteca Comunitária do Laranjeiras e a Rádio Comunitária Cultural FM, o evento contou com a presença de cerca de 70 pessoas, entre estudantes e docentes da UFSCAR campus Sorocaba, psicó[email protected], professores e estudantes da rede básica, integrantes de grupos de rap da própria comunidade e da região, e público diverso da comunidade, incluindo adultos, adolescentes e crianças. 

Segundo Renan, o livro pretende “maltratar a gramática e colocar a culpa na licença poética”, brincando com as palavras e mostrando que a poesia está em todo lugar, evidenciando-a como forma prazerosa e crítica de vivenciar e compreender o mundo.

Assim como no livro anterior, #PoucasPalavras, o autor aborda em sua nova obra diversos temas sociais que dialogam com as lutas dos movimentos e expressam as lutas populares no Brasil, à medida que trata de questões como as desigualdades sociais, a violência policial, os direitos humanos, o racismo, questões de habitação, questões da educação, entre outras. Poesia pra Encher a Laje traz elementos do trabalho de Renan em diversos espaços, de sua experiência como educador a experiência como cantor do grupo de rap Inquérito.

Na ocasião, a comunidade foi presenteada com alguns exemplares dos dois livros, para fazerem parte das duas bibliotecas do bairro – a Biblioteca Comunitária do Laranjeiras, co-organizadora do evento, que realiza esse trabalho de incentivo à leitura há anos e já está bem consolidada no cotidiano da comunidade, e a recém criada Biblioteca do CEU das Artes.

Além do lançamento do livro, Renan apresentou o renomado Parada Poética, um sarau de poesia com espaço aberto para os participantes também brincarem com as palavras e refletirem sobre as palavras. Renan contou sua história com a poesia, desde o início de seu trabalho como oficineiro em uma Fundação Casa (ainda FEBEM), quando passou a dialogar com a realidade dos adolescentes a partir da interseção entre o rap e a literatura poética. O trabalho o levou a diversos outros espaços, como CREAS, CRAS, escolas, universidades e a permanente Parada Poética, que acontece semanalmente em Nova Odessa, cidade natal de Renan.

Os participantes puderam também interagir sobre o processo de criação do livro, seus diferentes trabalhos e sobre sua percepção do cenário musical, político e social do Brasil atualmente.

“O SinPsi, com a Biblioteca Comunitária e com a Rádio Comunitária, realiza esse evento por valorizar e acreditar no trabalho do Renan, seja como MC, seja como professor, seja como poeta, e também por acreditar na cultura como instrumento de transformação social. É um trabalho que traz consciência política, à medida que conta e reconta a história do nosso povo a partir de uma perspectiva realmente popular e não da perspectiva que as elites tentam nos impor, afinal, como ele diz, ‘Bandeirantes, Anhanguera, Raposo, Castelo…heróis ou algoz? Vai ver o que eles fizeram! Botar os nomes desses caras nas estradas é cruel, é o mesmo que Rodovia Hitler em Israel'”, afirma Vinicius Saldanha, dirigente do SinPsi.

Além disso, o evento se somou a uma série de outros eventos culturais realizados em Sorocaba e no Brasil todo, que estão ocorrendo com a finalidade de fortalecer a consciência política, o reencontro dos movimentos com as bases e a resistência popular diante do golpe contra a democracia. Essa é uma tendência pela qual os movimentos devem intensificar suas ações daqui pra frente.

“Agradecemos ao Renan pela parceria, à Biblioteca Comunitária, à Rádio Comunitária e ao CEU das Artes, por ter cedido o espaço. Gratidão também a todas as pessoas da comunidade que acolheram, marcaram presença no evento e participaram de sua construção”, concluiu Vinicius.

Deixe um comentário