Notícias

Manifesto SinPsi na eleição

Defesa do SUS e do Suas e a luta contra a PEC 95 devem ser prioridades na eleição pra deputado (a) e senador (a)

O primeiro turno das eleições gerais acontecerá no próximo dia 7 de outubro e o Sindicato dos Psicólogos de São Paulo (SinPsi) alerta para a importância de nossas pautas que estarão presentes no pleito.

Além dos votos para presidente e governador, é necessário que os (as) profissionais da psicologia fiquem atentos (as) para as eleições para a assembleia legislativa, câmara e senado federal.

Publicamos esse manifesto para destacar os pontos que, na nossa visão, @s psicó[email protected] precisam levar em conta na hora do voto:

Defesa do SUS

O Sistema Único de Saúde tem sofrido ataques tanto em âmbito federal quanto no estado de São Paulo. O ataque mais recente e grave foi a chamada PEC 241(ou EC 95, no Senado) que congela os investimentos públicos do governo federal por 20 anos. O SUS, historicamente subfinanciado, sofre um grave golpe. Na prática a saúde pública terá menos dinheiro nos próximos anos se não elegermos candidatos comprometidos com a revogação desse congelamento.

No âmbito estadual, as chamadas Organizações Sociais da Saúde são uma espécie de privatização do SUS patrocinada pelos seguidos governos tucanos. Uma Comissão Parlamentar de Inquérito foi criada na Assembleia Legislativa de São Paulo para investigar essas organizações. No mês de maio, um relatório do Tribunal de Contas do Estado apontou 23 irregularidades nos contratos das OSSs com o governo do estado.
 
Fique de olho: não reeleja candidatos que foram a favor da PEC do Congelamento de Gastos nem nos que acobertam as fraudes das OSSs.

Defesa do SUAS

O Sistema Único de Assistência Social também não escapou do austericídio do governo Michel Temer. O desmonte do Estado brasileiro via PEC do congelamento de gastos e Reforma Trabalhista tem impactado brutalmente os (as) trabalhadores (as) e usuários (as) das políticas públicas, gerando grandes índices de desemprego e desproteção social, acentuando as vulnerabilidades.

Luta antimanicomial e Comunidades terapêuticas

Na atual agenda também avança a lógica manicomial, por meio da influência cada vez maior das comunidades terapêuticas e descaracterização da Saúde Mental, expressando-se através de vários ataques á Lei da Reforma Psiquiátrica.

Fique de olho: pesquise se seu (sua) candidato (a) tem compromisso com a Luta Antimanicomial.

Educação 

Além da PEC 244 ou 95, a educação pública no Brasil também é alvo de muitos interesses do capital financeiro. Um exemplo foi a chamada Reforma do Ensino Médio que vai permitir, por exemplo, que o ensino médio possa ser cursado no modelo da Educação à Distância, o que vai aumentar ainda mais a distância da qualidade da educação de quem pode e quem não pode pagar.

Outro ponto central na discussão é o chamado “Escola sem partido”. Ao contrário do que o projeto prega, é preciso investir cada vez mais em uma educação crítica e que inclua as populações LGTBQIA para que se ensine na escola uma cultura de respeito.

Fique de olho: saiba o que seu (sua) candidata pensa sobre qual o papel da educação pública no país. 

 

Contra o machismo e a homofobia. Em defesa dos Direitos Humanos.

Temos que nos posicionar contra as chamadas bancadas da bala e da bíblia e suas pautas regressivas na sociedade. Procure candidatxs que lutem contra a redução da maioridade penal e na defesa do Estatuto da Criança. e do adolescente; a favor da igualdade de gênero no mercado de trabalho e contra o feminicídio; além de políticas públicas específicas contra a homofobia e a inserção da população LGBTQIA  na saúde pública, educação e mercado de trabalho sem qualquer tipo de preconceito.

Contra a reforma trabalhista

A reforma trabalhista aprovada pelo governo ilegítimo de Michel Temer é um retrocesso lamentável para todxs xs trabalhadorxs do Brasil. Vote em quem tem compromisso na revogação dessa medida que vai precarizar ainda mais o emprego no país

Deixe um comentário