Notícias

Plenárias da 4ª Conferência Estadual de Saúde do Trabalhador (a) estão programadas para abril

Na capital, a etapa será de 10 a 12 de abril, no Anhembi

Quatro etapas macrorregionais sobre Saúde do Trabalhador e da Trabalhadora ocorrem neste mês em São José do Rio Preto, Ribeirão Preto, São Bernardo do Campo e São Paulo. Elas se somarão à 4ª Conferência Estadual de Saúde do Trabalhador e da Trabalhadora (CESTT-SP), que será de 7 a 10 de maio.

As discussões que permeiam os estados e municípios brasileiros têm como objetivo consolidar diretrizes que contribuam para a implementação da Política Nacional de Saúde do Trabalhador e da Trabalhadora, de 2012. Nos municípios de Presidente Prudente, Campinas e Santos, as etapas ocorreram no mês de março.

Em São José do Rio Preto, a etapa será nos dias 7 a 9 de abril. Em Ribeirão Preto, entre os dias 14 e 16 e, em São Bernardo do Campo, nos dias 22 a 24 deste mês. Para mais orientações, os usuários ou servidores precisam entrar em contato com o Conselho Estadual de Saúde, pelo [email protected] ou pelo telefone (11) 3066 8714.

Na capital, a etapa será de 10 a 12 de abril, no Anhembi. Haverá transporte gratuito ao lado do metrô Tietê. Para se inscrever, entre em contato pelo e-mail [email protected] ou pelo telefone (11) 3397 2172/ 2173.

Em cada plenária macrorregional, uma comissão organizadora será tirada para a conferência estadual, com representantes do Conselho Municipal de Saúde, da Comissão Intersetorial de Saúde do Trabalhador (CIST), do Centro de Referência em Saúde do Trabalhador (Cerest), de diretorias regionais de saúde, entre outros.

Segundo a presidenta do Sindicato dos Trabalhadores no Serviço Público Municipal de Presidente Prudente e Região (Sintrapp), Ana Lúcia de Mattos Flores, que compõe a comissão organizadora da 4ª CEEST-SP, a saúde do trabalhador (a) deve ser bandeira prioritária para os movimentos. “Os sindicatos precisam fortalecer a luta para combater práticas abusivas dos empresários e jornadas de trabalho exageradas que causam acidentes, doença e até a morte”.

Para a dirigente, as entidades sindicais devem denunciar as péssimas condições no local de trabalho e defender as propostas de melhoria para a classe trabalhadora.

A 4ª Conferência Nacional de Saúde do Trabalhador e da Trabalhadora será nos dias 10 a 13 de novembro, em Brasília. Desenvolvimento socioeconômico e controle social estão entre os eixos transversais que serão discutidos, considerando as três esferas de governo.

Deixe um comentário