30 horas em Mogi: movimento avança com audiência pública

O SinPsi esteve presente na audiência pública sobre as jornada semanal de 30h para psicólogas e psicólogos, em Mogi das Cruzes, na última terça-feira (3).

A cidade é mais uma a debater a importância da pauta, que já está tramitando em nível federal no Senado com o PLS 511/2017. O ato contou com a mesa formada pela coordenadora do curso de psicologia da UMC, Ana Cristina Arzabe, a diretora do SinPsi, Estela Franzin, o subcoordenador do CRP/SP no Alto Tietê, Rafael Cislinschi, a psicóloga da SMS, Juliana Prado e o vereador Rodrigo Romão (Pc do B). Além da participação de psicólogos, usuários do serviço e familiares.

Essa importante mobilização de profissionais da área e da sociedade civil serve para o debate ganhar ainda mais corpo para futuramente passar em votação na Câmara Municipal de Mogi. Foi criado abaixo assinado sobre essa demanda, clique aqui para participar.

A pauta da redução da carga horária é urgente para melhor qualificar o profissional, sendo um ofício exaustivo, lidando com o sofrimento humano.

Profissões como Serviço Social e Fisioterapia, já conquistaram o trabalho semanal de 30 horas e os resultados dessa prerrogativa conquistada, ao contrário do que possa parecer, não apontam para a diminuição de produtividade, mas para seu aumento.

A luta é das 30h sem diminuição salarial e o momento agora é dos movimentos e associações da psicologia pressionarem os vereadores para que saibam das importância da pauta para melhorar a qualidade do serviço e valorizar os profissionais.

O SinPsi estará vigilante e sempre na luta com os psis.

Imprensa

Deixe um comentário

avatar
  Subscribe  
Notify of