Em destaque

Participe do tuitaço #10AnosÉDemais contra o PL 3267

A Câmara dos Deputados aprovou na última semana o Projeto de Lei 3267/2019, apresentado pelo governo e que propõe medidas de flexibilização no Código de Trânsito Brasileiro (CTB). O texto agora está no Senado Federal.

O texto contou com importantes modificações acrescentadas pelo Relator, mas ainda está longe do ideal. Sua aprovação tem grande potencial de aumentar a insegurança nas ruas e estradas brasileiras, com consequente aumento de mortos e feridos.

O SinPsi é contrário ao prazo de 10 anos para a renovação da Carteira Nacional de Habilitação (CNH) para os motoristas profissionais por ser muito longo e defende que seja mantida a necessidade de renovação a cada 5 anos. Por isso convidamos [email protected] para participar do tuitaço #10AnosÉDemais para pressionar os senadores e senadoras. 

Outro ponto problemático é a mudança também para o condutor amador. No novo texto ele só seria reavaliado aos 50 anos, e precisamos lembrar que um adolescente com 18 anos apresenta maior instabilidade, impulsividade próprias da idade. Dirigir é um ato complexo que engloba  a avaliação de habilidades, competências e atitudes. A avaliação psicológica no contexto do Trânsito tem como objetivo a segurança do motorista e demais usuários, sendo @ profissional responsável para dar apto ou inapto a um cidadão e esse período de 18 a 50 anos é demasiado e inadequado e propicia um maior número de acidentes e um trânsito menos humanizado e mais inseguro.

Por isso convidamos a todas e todos a participar do tuitaço #10AnosÉDemais na próxima terça-feira (7) às 12h para pressionar os senadores e senadoras a defender um trânsito mais humanos e seguro.

Related Posts

5 thoughts on “Participe do tuitaço #10AnosÉDemais contra o PL 3267

  1. Joaquim Melo disse:

    As pessoas não são sempre as mesmas no decorrer do passar dos anos.

  2. Neuva disse:

    As questões abordadas pelo Sinpsi são muito coerentes.
    O ser humano passa por inúmeras vivências que podem gerar ercepcoes/mudanças de comportamento.
    Essas percepcoes/mudanças , podem acarretar comportamentos incompatíveis com o perfil adequado para um motorista, seja ele amador ou profissional.
    É a avaliação psicológica que poderá indicar como está o perfil do motorista. Por isso a importância da avaliação psicológica em intervalos de tempo razoáveis.
    Dez anos ou mais é tempo excessivo pra isso ocorrer.
    Sou favorável:
    – às renovações à cada 5 anos.
    – que nessas renovações o motorista tenha que passar por Psicólogos e Médicos com título de especialista na área de trânsito,
    – Que os espaços físicos sejam credenciados junto ao Detran (atender aos requisitos adequados para a consecução da atividade psicológica e médica).
    Esse trabalho de acompanhamento periódico, certamente contribui para o trânsito mais seguro e para a preservação de vidas.

  3. Amélia G D DA COSTA disse:

    Todos serão reavaliados em 10 anos, até os 50 anos de idade… só uma correção… quem tiver 18 anos será reavaliado em 10 anos, isto é, com 28 anos, 38 anos e 48 anos, após os 50 até os 69 será de 5 em 5 anos, a partir dos 70 de 3 em 3 anos…
    No texto a impressão que tive é de que quem tirar a CNH com 18 anos só será reavaliado com 50 anos e não é essa a proposta, mesmo que seja muito tempo os 10 anos, o qual tbm não concordo…

  4. Luci Lopes Vanderlei disse:

    Esses 10 de validade para categoria profissional, por toda condição envolvida de estresse etc, como tbm p idade de condutores de 18 aos 29 anos período de instabilidade emocional é um retrocesso para segurança viária! Nestes casos as Avaliações médicas e psicológicas precisam ser de 5 em 5 anos, as vidas no trânsito importam!

  5. Suzana Gomes disse:

    Sou contra esses 10 anos. O brasileiro tem o mau hábito de não fazer consulta de rotina e também tem péssimos hábitos de alimentação e atividade física. Isso acarreta em doenças vindas disso cada vez mais cedo.5 anos já foi comprovado q é um tempo razoável pra se avaliar o básico necessário para uma direção segura

Deixe um comentário