Em destaque

Enquete da Internacional dos Serviços Públicos mostra que a maioria [email protected] [email protected] não teve capacitação e equipamentos para atender [email protected] do coronavírus

A Internacional dos Serviços Públicos (ISP), instituição da qual o SinPsi é associado, divulgou nesta terça-feira (14), os resultados preliminares da enquete realizada entre trabalhadoras e trabalhadores da saúde e de serviços essenciais.

Foram 1.025 questionários respondidos de forma voluntária, abarcando diversos estados brasileiros. Da amostragem, 58% são servidores públicos, 77% alegaram não ter passado por capacitação adequada para o trabalho junto à população e 67% denunciaram insuficiência de equipamentos de proteção individual, sendo que 11% disseram não ter nenhum EPI- Equipamento de Proteção Individual, essas informações somadas as dificuldades de acesso aos testes de cononavírus, colocam em risco também a população que pode ser contaminada.

Ainda no mês de março @s [email protected] da Fundação Casa denunciaram o descaso e a falta de equipamentos para combater a pandemia. Também estamos atentos a condição de trabalho nos hospitais de campanha organizados pelo governo de São Paulo. 

Consideramos também de suma importância que [email protected] [email protected] recebam também acompanhamento psicológico, pois se encontram no centro dessa pandemia e precisam cuidar da saúde mental.    

A Secretária Subregional para Brasil da ISP, Denise Motta Dau, reforça que a aplicação da enquete deva ser ampliada, mas considera que os resultados preliminares já são indicadores importantes e preocupantes fornecidos por profissionais que estão diariamente no enfrentamento à pandemia do novo coronavírus. Seja na saúde, seja nos demais serviços essenciais.

As entidades estão articulando estratégias com o objetivo de reverter o quadro preocupante que se revela com os dados coletados. Foi destacado o Dia 28 de abril, Dia Mundial da Segurança e da Saúde no Trabalho, como data de mobilização a ser intensificada nas redes sociais.

Clique aqui para preencher a pesquisa http://trabalhadoresprotegidos.com.br

Related Posts

Deixe um comentário